Idoso negro é acusado de roubo, agredido em hospital e sua esposa assustada, infarta e morre

A equipe do hospital chegou a pedir desculpas ao idoso, depois de encontrarem o celular que teria sido "furtado" por ele, mas infelizmente já era tarde demais, pois ele já havia perdido a sua companheira.

Neste Sábado, dia 18 de abril um caso acabou tirando a vida de uma pessoa inocente, ao que tudo indica o motivo teria sido por causa da cor de um senhor de idade.

O fato ocorreu em Gravataí, no Rio Grande do Sul, e deixou muitas pessoas indignadas com o acontecido, Conforme relatado por pessoas que presenciaram a cena, um idoso de 62 anos de idade teria sofrido diversas humilhações e até chegou a ser agredido.

PUBLICIDADE

A violência e as ofensas teriam partido de uma equipe médica do hospital Dom João Becker, depois de ser acusado de roubar um aparelho celular, e em meio a situação sua esposa acabou vindo a falecer.

O idoso identificado como Everaldo da Silva Fonseca estaria no hospital naquele instante como acompanhante de sua esposa Maria Gonçalves Lopes que estaria internada no local.

PUBLICIDADE

Em um determinado momento da madrugada, alguns funcionários do hospital teria acusado o idoso de ter roubado o aparelho celular de uma enfermeira, ele teria sofrido agressões e humilhações por parte dos funcionários, e logo o colocaram para fora da unidade

Ao presenciar toda a cena, dona Maria Gonçalves começou a desenvolver um quadro agitado, em meio aos apelos em que fez para que soltassem seu esposo, logo em seguida ela sofreu um ataque cardíaco e vei á óbito.

PUBLICIDADE

Durante uma entrevista fornecida ao site Giro de Gravataí, o filho do casal, Jonatas Lopes Fonseca, declarou que os funcionários tiveram a coragem de até tirar a fralda de Maria Gonçalves que estava deitada para ver se o celular estaria escondido lá dentro.

Passado algum tempo depois, após todo o ocorrido, o celular que teria sido o grande motivo da confusão teria sido encontrado em uma outra do hospital.

Em relato á página Alô Gravataí, o idoso contou que depois de tudo que aconteceu, os funcionários do hospital tentaram fazer agrado, trazendo maçãs, pão e suco, pensando que assim eles iriam se redimir da humilhação que ele foi submetido.

Além disso tentar amenizar a tristeza de ter perdido a sua companheira por causa de uma situação que poderia ter sido averiguada melhor, e desabafou que estava se sentido destruído por dentro.

Após a situação, o idoso fez um boletim de ocorrência na policia civil por agressão, e afirmou ao site Giro de Gravataí que uma sindicância será inciada para averiguar as denuncias feitas por agressão.

PUBLICIDADE

Escrito por Margareth Santos

Gosto de dedicar uma parte do meu tempo levando noticias e informações através de matérias relacionadas a tudo, inclusive de saúde, culinária, famosos e do mundo da maternidade.