Não é bobeira! Pare de querer beijar bebês

Pare de deixar as pessoas ficar beijando os bebês, entenda a doença que é causada por um simples beijo que dá nos recém-nascidos

Muitas pessoas tem a mania de ficar beijando as bochechas dos recém-nascidos, por serem bonitinhos ou ter as bochechas grandes adoram ficar beijando até mesmo por causa do cheiro gostoso que os recém-nascidos tem.

Quem é mãe ou já acompanhou uma consulta no pediatra com um recém-nascido sabe que eles sempre alertam as mães para não deixarem os adultos ficar beijando os bebês.

PUBLICIDADE

Geralmente a gente pensa que é frescura do médico que não tem nada a ver, mais a verdade que tem um risco muito grande de seu filho(a) pegar uma doença no rosto devido ao beijo de um adulto.

Vamos entender porque.

PUBLICIDADE

Um menino de apenas 16 dias pegou herpes devido ao um beijo que ganhou de uma visita que recebeu.

O bebê ficou 10 dias internado devido a herpes causada por um simples beijo.

PUBLICIDADE

A mãe do bebê depois do ocorrido com o seu pequeno fez uma publicação na sua rede social para informar as pessoas o perigo que um simples beijo pode causar na pele de um recém-nascido.

“Não é frescura das mães, parem de querer beijar bebês!” desabafou a mãe do bebê.

A pele do bebê começou a aparecer bolhas, era o sintomas da herpes, então a mesma resolveu levar o bebê para o hospital, e lá recebeu a notícia que seu pequeno bebê de apenas 16 dias estava com um vírus devido ao um beijo que recebeu de alguma visita que foi ver o neném.

Existem duas qualidades desse vírus: a qualidade 1 que se relaciona com infecção labial e o tipo 2 que costuma aparecer nas partes íntimas dos portadores dessa doença.

Ao ser transmitido, o vírus fica incubado no organismo aguardando que o corpo fique com pouca imunidade para se manifestar. Essas bolas tendem a doer e coçar, podendo causar febre e desconforto.

Ainda na gravidez as mães tomam medicamentos para não transmitir para a criança, justamente porque uma das formas de contágio é no parto. Dessa forma, aproximadamente 10% das infecções em crianças recém nascidas acontecem depois do parto.

PUBLICIDADE

Escrito por Hosana Oliveira

Sou uma redatora que procura sempre estar bem informada do que esta acontecendo na mídia, faço do meu trabalho um aprendizado a cada dia