Morre lenda do Rock brasileiro e fãs lamentam a perda do ídolo: ‘vai com Deus’

O cantor estava internado a 11 dias na UTI de um hospital no Rio de Janeiro.

Morreu nessa sexta-feira (7) aos 85 anos o roqueiro Serguei, Sérgio Augusto bustamente.  O cantor era uma lenda do rock brasileiro e estava internado há cerca de um mês. Serguei foi internado no mês de maio e apresentava quadro de desidratação, desnutrição e infecção urinária.

Os médicos informaram que a lenda do rock sofria de Alzheimer. Serguei morreu no Hospital Zilda Arns, em Volta Redonda (RJ), onde permanecerá internado desde o mês de maio. O roqueiro ficou internado 11 dias na UTI e faleceu devido a problemas cardíacos que foram provocados por pneumonia de desnutrição.

PUBLICIDADE

O quadro clínico do cantor só foi se complicando desde que ele foi internado no final do mês de maio ele apresentou severa arritmia com insuficiência respiratória aguda e por causa do agravamento de sua saúde ele precisou ser transferido para Volta Redonda.

Serguei nasceu em 8 de novembro de 1933, levou uma vida entre temporadas nos Estados Unidos e no Brasil. Ele ficou muito conhecido por suas versões de rock clássico com uma performance única e visual exagerado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Serguei quebrou todas as regras usando roupas rasgadas, maquiagens com vários acessórios, camisa preta e cabelos longos isso visual típico de rockeiros rebeldes que conquistou o seu público.O cantor se apresentou nas edições do Rock in Rio no Rio de Janeiro nos anos de 1991 e 2001, 2011 e 2013 a casa em que ele viveu em Saquarema foi transformada em um museu do rock.

Entre os seus muitos feitos na música está o fato de que ele foi o roqueiro que abriu a segunda edição do Rock in Rio que aconteceu no Maracanã no ano de 2001:

“O primeiro Rock in Rio que eu fiz foi uma maravilha pra mim. Eu pedi para as pessoas sentarem no gramado do Maracanã e me despenquei lá de cima”, relembrou ao G1, em 2015.

“Eu estava com uma calça de helanca [espécie de lycra], levaram duas dúzias de rosas vermelhas, eu tirei os espinhos e enfiei dentro da cueca. Depois eu dei uma jogada de corpo, enfiei a mão, tirei a rosa, dei uma lambida e joguei no público. Em 2001 eu cantei a música dos Stones, depois arranquei as calças e joguei pra multidão.”

Serguei também foi um dos destaques do carnaval do Rio de Janeiro pela Mocidade  Independente no ano de 2013, nessa época a escola fez uma homenagem com o enredo dedicado ao Rock in Rio

 

PUBLICIDADE

Escrito por Juliana De Oliveira

Redatora nas horas vagas, adoro escrever sobre famosos, notícias, culinária e assuntos diversos. Contato: [email protected]