Goleiro Bruno surpreende a todos ao afirma que “dorme com a consciência tranquila” e que não “reconhece” o filho com Eliza Samúdio somente com o exame de DNA

O goleiro sempre deixou claro que se o exame provar que o filho é dele ele irá assumir.

O goleiro Bruno Fernandes, foi condenado a 22 anos e três meses de prisão pelo sequestro e homicídio de Eliza Samúdio.

Eliza foi morta em 2010 quando o goleiro Bruno jogava pelo Flamengo, nessa última terça-feira (7), a justiça do Acre pela determinação do Ministério Público determinou que Bruno usasse tornozeleira eletrônica.

PUBLICIDADE

O jogador que atua na série D do Campeonato Brasileiro, diz que dorme com a consciência tranquila, o goleiro Bruno em uma entrevista para o Conexão Repórter, disse que não sente obrigação de pedir perdão para ninguém, pois não cometeu nenhum crime, todas as pessoas que ele pediu perdão foi perdoado, mas que não é um criminoso.

Bruno não quis falar sobre os erros apenas falou que a advogada que fala por ele, não queria voltar sobre o assunto de Eliza Samudio, perguntaram se ele foi o mandante do assassinato de Eliza e ele negou, disse não ter nada a ver com isso.

PUBLICIDADE

Um dos motivos para a morte de Eliza, foi que Bruno negou ser o pai do menino que hoje está com 10 anos, Bruno afirmou que só reconhece a criança como filho após ser realizado o exame de DNA.

Bruno tem três filhos de um casamento, outro filho de um segundo casamento, Bruno afirmou que pediu à justiça que fosse feito o exame de DNA, se for comprovado que é seu filho irá assumir.

PUBLICIDADE

O filho de Eliza foi questionado se ele tinha vontade de conhecer o pai, ele disse que não, talvez no futuro.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.