Coronavirus: Vocês que estão na linha da frente são uns heróis, nosso aplauso a todos

"Eu tive que ficar em casa por 14 dias depois de cuidar de uma pessoa idosa que depois morreu". Diz uma enfermeira

 

São heróis contra o coronavírus, usando um vestido e uma máscara ou cuidando dos doentes. Um exército de profissionais de saúde demonstrando que sua vocação é essencial, especialmente em uma crise como a de Covid-19. Quase cinquenta lutadores nos contam suas vidas diárias em primeira pessoa.

 

Como Santiago Moreno Guillén, chefe do serviço de doenças infecciosas do Hospital Ramón y Cajal, em Madri: “Somos testemunhas da capacidade de adaptar a uma situação imprevista onde não houve nenhum treinamento antecipado.”

Arantxa Tubería, enfermeira do Centro de Transfusão Basco diz: “Este seria o meu último mês de trabalho porque tenho que me aposentar, Mas se for necessário não me aposentar, estou pronta”.

 

Ester Prieto, faxineiro na unidade de oncologia para adolescentes do Hospital Gregório Maranhão, em Madri: “Você precisa branquear as maçanetas, e uma coisa importante é não abraçar ou beijar as crianças, hoje em dia, Teremos tempo para fazê-lo com muito carinho”. Silvia Sánchez, enfermeira do Hospital Virgem da Vitória, em Málaga: “Faltam máscaras, EPI completo [equipamento de proteção individual] … Toda vez que nos vestimos, nos expomos ao contágio”.

 

Jesús Corres, médico de emergência em Ramón y Cajal: “A população responde muito bem. Há poucos pacientes que chegam por outras razões e isso facilita as coisas”.

Isabel Garraza, enfermeira de emergência do Hospital Txagorritxu, em Vitória: “Eu tive que ficar em casa por 14 dias depois de cuidar de uma pessoa idosa que depois morreu”. Tantas histórias como dezenas de milhares de colegas que hoje em dia estão lutando como estão para salvar vidas.


Escrito por Redatora S Silva

Sou colunista de noticias, de famosos, tv, receitas, politicas e testemunhos e mensagens, reflexoes. Buscamos sempre o melhor, para que as notcias chega a tempo para todos.